Receitas úteis, práticas e sempre deliciosas!
I'm a fan of Shaun the Sheep!

*Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

*posts recentes

* Tenho um novo Blog de Rec...

* Bolo do Caco

* Cabaz de Natal 4 Patas

* Massa sovada - Faial

* Gelado de manga

* Crepes com cogumelos e mi...

* Cozido de Lagoa das Furna...

* Bolo Lêvedo

* Bacalhau com Natas

* Arroz Doce

*arquivos

* Julho 2012

* Junho 2009

* Dezembro 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

*tags

* todas as tags

*favorito

* ...

* ...

* ...

* Admite.....

* Os números

* Objectivo da Semana

* Curiosidades impossíveis

* Advertências nas embalage...

* Desenhar a Mona Lisa no P...

*RecyclingPin

Spread the Recycling Message Todas as receitas estão no Petitchef

*Estou em contagem decrescente...!!

Sexta-feira, 13 de Julho de 2012

Tenho um novo Blog de Receitas

Mudei-me para a plataforma do Blogspot.

 

Este é o meu novo blog de culinária:

 

http://chez-sonia.blogspot.pt

 

Tem receitas de minha autoria assim como pesquisas da net e modifcadas por mim.

 

Aguardo a vossa visita!

 

{#emotions_dlg.faro}

tags:
publicado por Sónia às 09:48
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Bolo do Caco

A receita do Bolo do Caco retirado de um site de Gastronomia Típica.
Eu não faço o pão, não tenho "jeito" nem espaço.
A massa para o bolo do caco é uma massa de pão de trigo vulgar, feita com farinha de trigo, fermento de padeiro (feito em casa ou industrial), água e sal.
Fazendo o fermento em casa, este obtém-se misturando um pouco de farinha com água morna nas quantidades necessárias para resultar uma massa mole.
Esta massa é deixada durante 1, 2 ou 3 dias a fermentar; depois utiliza-se juntando à farinha.
A proporção depende do tempo que tem de fermentação.
Usando o chamado fermento de padeiro industrial, este é utilizado na proporção de 30 a 50 grs por cada quilo de farinha de trigo.
Feita e fermentada a massa de pão (que até se pode comprar na padaria), divide-se em bolas que se achatam de modo a formar uma bolacha com a espessura de 3 cm e um palmo de diâmetro.
Tem-se uma pedra muito quente, sobre a qual se coloca a bolacha.
Deixa-se cozer e ganhar uma crosta fina, mas ligeiramente queimada.
Vira-se e deixa-se cozer igualmente do outro lado.
Pega-se agora na bolacha na vertical e roda-se de modo a alourar também os bordos.
O bolo do caco acompanha a refeição ou pode comer-se quente, simplesmente com manteiga.
É indispensável para acompanhar a espetada nas romarias.
È condição para a boa cozedura do bolo do caco que a pedra esteja escaldante, sendo aquecida por meio de qualquer combustível, podendo até ser usado para o efeito um vulgar fogão a gás.
Diz-se que antigamente era de basalto a pedra onde se cozia o bolo do caco.
Hoje vendem-se na Madeira, nas casas de artigos de construção, placas de cimento que se substituem as referidas pedras de basalto.

Faço a manteiga para colocar em cima.
Compro o paozinho já feito, depois chego a casa, coloco no forno só para torrar levemente.
A manteiga é manteiguinha da boa  Grin misturada numa almofariz com alho e salsa.
Depois é só barrar no pão quentinho!!!!!!
Fica assim:

 

publicado por Sónia às 08:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2008

Cabaz de Natal 4 Patas

Patinha e m%E3o1.jpg


Vá lá Malta, toca a ajudar para o Cabaz 4 patas. A Susana Girão está a organizar um cabaz para depois doar a uma Associação de Animais Abandonados. Os animais agradecem. Porque é a única altura do ano que eles tem uma prendinha e comem uma latinha. Quando vamos ao super-mercado comprar comida para os nossos animais, levamos uma coisinha a mais, nem que seja uma latinha ou ração mesmo das mais baratinhas. (não precisa de ser de marca, eles não são esquisitos!) Um pequeno petisco e um mimo que podemos oferecer neste Natal. Toda a ajuda, mesmo que pouca, significa muito para eles. Latas a latas enche o Cabaz de Natal 4 Patas!

Pode ver no link abaixo http://nalojinhadaxana.blogspot.com/2008/11/cabaz-de-natal.html

Bjs e Focinhadas

Susana Girão Duarte - susanagirao@gmail.com

www.noblogdaxana.blogspot.com

www.nalojinhadaxana.blogspot.com

publicado por Sónia às 14:40
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Março de 2008

Massa sovada - Faial

Massa Sovada

FAIAL


Ingredientes:


Para o fermento: 
1 batata grande ;
1 ovo ;
1 colher de sopa de açúcar ;
20 g de fermento de padeiro, mais 125 g de farinha (aprox.) ;

Para a massa:
1 kg de farinha de trigo ;
250 g de açúcar ;
1 colher de sopa de canela ;
6 ovos ;
250 g de manteiga

Confecção:

De véspera prepara-se o fermento. Coze-se a batata com a pele, pela-se e reduz-se a puré. A este puré junta-se o ovo batido, o açúcar e o fermento diluído num pouco de água morna (não quente). Adiciona-se farinha de trigo em quantidade suficiente para se obter uma massa de consistência média. Abafa-se e  deixa-se levedar durante a noite.
No dia seguinte de manhã peneira-se a farinha (1 kg) para um alguidar juntamente com o açúcar e a canela. Faz-se uma cova no meio e deitam-se aí os ovos, batendo-os sem os misturar com a farinha.
Junta-se a manteiga derretida (mas não fervida) e finalmente a massa de fermento. Amassa-se tudo até a massa fazer bolhas e se soltar do alguidar. Tapa-se, abafa-se e deixa-se levedar durante algumas horas. Geralmente prepara-se a massa de manhã e coze-se ao fim da tarde.
Tiram-se bocados de massa do tamanho que se desejar; estes bocados, ao serem tirados e mexidos, esticam. Dobram-se.
Colocam-se sobre toalhas empoadas com farinha e depois de levedarem um pouco pincelam-se com leite.
Levam-se a cozer em forno forte.

 

 

publicado por Sónia às 18:33
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Gelado de manga

Gelado de Manga
 


Ingredientes:
2 dl de natas 
1 lata de leite condensado
1 lata de polpa de manga (das grandes)
1 colher de sopa de sumo de limão
1 colher de café  rasa de canela em pó (fac.)

Confecção:

Numa taça ponha o puré de manga, junte a ele o sumo de limão e a canela.
Adicione ao preparado o leite condensado e bata muito bem com uma vara de arames.
Bata as natas até ficarem um pouco duras.
Envolva as natas muito bem mas sem bater ao preparado.
Leve este preparado ao congelador numa caixa de plástico ou inox, cerca de 6 horas ou de um dia para o outro.
Retire meia hora antes de servir.
Sirva em taças em bolas.
Decore com chantilly ou acompanhe com molho de chocolate.

publicado por Sónia às 18:30
link do post | comentar | favorito
|

Crepes com cogumelos e mistos

Crepes com Cogumelos

Receita para 6 a 8 pessoas

Ingredientes:
Para a massa dos crepes:
90 g de farinha de trigo
160 g de pão ralado
3 ovos batidos
185 ml de leite
1 colher de sopa de azeite
2 colheres de sopa de cebolinho fresco
1 pitada de sal
óleo para fritar

Para o recheio:
400 g de cogumelos finamente picados
1 cebola média picada
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de natas
2 colheres de sopa de queijo parmesão
1/4 de colher de chá de sal
1/2 colher de chá de pimenta


Preparação:
Peneira-se a farinha e o sal para uma tigela e faz-se uma cova no centro. Vai-se juntando lentamente o leite e os ovos, previamente misturados e bate-se bem até a mistura estar homogénea.
Adiciona-se o óleo e o cebolinho e deixa-se descansar a massa, coberta com película aderente, durante 20 minutos.
Reserva-se um pouco de massa em recipiente separado.

Deitam-se 2 a 3 colheres de sopa de massa numa frigideira própria para crepes, cobrindo o fundo por igual.
Cozinha-se em lume brando até alourar por baixo.
Vira-se o crepe e cozinha-se do outro lado.
Repete-se este procedimento para a restante massa.
Colocam-se os crepes num prato e mantêm-se quentes.

Para fazer o recheio de cogumelos aquece-se o óleo numa frigideira e cozinha-se a cebola em lume médio até ficar macia.
Juntam-se os cogumelos e salteiam-se durante 3 minutos.
Misturam-se as natas e o queijo e tempera-se com sal e pimenta.
Deixa-se arrefecer.
Colocam-se os crepes, um de cada vez, num prato.
Deita-se uma colher de sopa bem cheia do recheio sobre metade de cada crepe, espalhando bem e deixando 1 cm de margem.

Pincelam-se as bordas dos crepes com um pouco da massa reservada e dobram-se os crepes ao meio. Com um pincel espalha-se um pouco da massa reservada sobre cada crepe e passa-se por pão ralado.
Fritam-se os crepes dos dois lados até estarem dourados e estaladiços.

================||================||============

Crepes mistos

4-5 pessoas para os crepes:
 150g de farinha
 2 ovos inteiros
 2 dl de leite
 2 dl de água
para o recheio:
· 200 grs de fiambre
· 1/4 kg de Queijo tipo flamengo
· 1 ou 2 pacotes de natas


Mistura-se os vários ingredientes e leva-se ao lume a engrossar um pouco.
Depois fazem-se os crepes na frigideira ou com uma máquina de crepes.
Coloca-se meia fatia de fiambre sobre cada crepe com uma tira grossa de queijo tipo flamengo.
Enrola-se o crepe e coloca-se numa travessa (pirex) untada com margarina.
Por fim, deitam-se as natas por cima e coloca-se no forno para gratinar.


publicado por Sónia às 18:22
link do post | comentar | favorito
|

Cozido de Lagoa das Furnas

Cozido de Lagoa das Furnas

S. MIGUEL


Ingredientes:
Para 8 a 10 pessoas

1,5 kg de chambão de vaca ;
1 kg de carne de porco (perna ou pá) ;
1 galinha ;
3 chouriços grandes (chouriço de carne) ;
250 g de toucinho entremeado fumado ;
100 g toucinho gordo ;
2 repolhos brancos grandes ;
16 batatas médias ;
8 cenouras ;
4 nabos ;
1 couve portuguesa grande ;
pimenta da terra (malagueta vermelha local) ;
sal


Confecção:

Cortam-se as carnes, incluindo a galinha, aos bocados grandes. Os enchidos e o toucinho em bocados regulares. Descascam-se as batatas e cortam-se algumas deixando outras inteiras. Raspam-se as cenouras e cortam-se ao meio no sentido do comprimento. Cortam-se os nabos e as couves aos quartos. Abrem-se as malaguetas ao meio (estas são facultativas).
Introduzem-se todos os ingrediente em camadas alternadas numa panela de alumínio. A última camada é polvilhada com sal grosso. Abafa-se tudo com folhas de couve e tapa-se a panela com a respectiva tampa que se ata ás asas da panela. Mete-se a panela numa saca, que é por sua vez amarrada com uma corda comprida.

Introduz-se a panela numa caldeira natural da Lagoa das Furnas,

tapa-se a caldeira com uma tampa de madeira e depois com terra, deixando a corda de fora. Cinco horas depois, o cozido está pronto e retira-se da caldeira.
Tiram-se as folhas de couve com que se abafou o cozido (estas não se comem) e servem-se as hortaliças num prato e as carnes noutro.
Querendo fazer a sopa do cozido, devem todos os ingredientes ser introduzidos num saco de pano branco e atado. Põem-se no fundo da panela folhas de repolho branco cortadas, introduz-se o saco com o cozido e procede-se como se diz para tapar e cozer o cozido.
O líquido que «destila» dos alimentos dá o caldo para a sopa, que será servida em pratos onde já se colocaram fatias de pão e alguns «galhos» (raminhos) de hortelã. O caldo deita-se sobre o pão juntamente com as folhas de couve que foram postas no fundo da panela para o efeito.
Esta é a forma actual de fazer o célebre cozido das Furnas. Antigamente, porém, todos os ingredientes eram introduzidos na galinha, que se conservava inteira, ficando de fora apenas os que não coubessem dentro da ave.
Este cozido pode ainda ser feito sem panela, mas dentro de panos. Nesse caso, usa-se um ou dois panos brancos, dentro dos quais se deitam os ingredientes para o cozido. Atam-se os panos em trouxa, metem-se numa saca, ata-se e, finalmente, mete-se numa serapilheira. Introduz-se na caldeira. O cozido feito por este processo feito por este processo fica mais seco (os sucos dos alimentos dispersam-se na terra) e com um ligeiro sabor a enxofre.

publicado por Sónia às 18:13
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Bolo Lêvedo

Bolo Lêvedo

Adoro este bolo...Só tenho pena de não ter forno a lenha... Acho que fica melhor! Mas ainda vou experimentar no forno normal. Só me faltam as sertãs de barro....

Ingredientes:
1 Kg de farinha de trigo
300g de açúcar
4 ovos
1 l de leite
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de fermento de padeiro
3 colheres de sopa de margarina.


Amassa-se muito bem a farinha, os ovos, o açúcar,
a margarina derretida no leite e o sal.
Adiciona-se o fermento e deixa-se levedar.

Dá-se forma de bolo e deixa-se levedar durante mais meia-hora.

Leva-se a cozer em lume brando numa sertã de barro

 

publicado por Sónia às 18:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Bacalhau com Natas

Bacalhau com Natas

 

 

 

 

Ingredientes:

(Para 4 pessoas)

4 postas de bacalhau;
1 kg de batatas;
6 cebolas grandes;
azeite q.b.;
sal e pimenta q.b.;
5 pacotes de natas;
queijo ralado q.b.

Confecção:

De véspera demolhe o bacalhau mudando a água várias vezes. Quando tiver o  bacalhau demolhado dê-lhe uma fervura e
deixe arrefecer. Entretanto, pique a cebola e reserve. Depois, desfie o bacalhau retirando todas as espinhas e peles
e reserve.
Num tacho grande ponha o azeite em lume brando juntamente com a cebola que reservou anteriormente e deixe refogar com
o tacho tapado. Quando a cebola estiver "molinha" junte o bacalhau desfiado, e envolva tudo. (Deixando ao lume
aproximadamente 5 min e depois apague.)
Entretanto descasque as batatas e corte-as em cubos. Ao fim das batatas cortadas, dê-lhes uma fritura até ficarem
"molengas".
No fim das batatas fritas, junte ao preparado anterior que reservou e envolva.
(Entretanto ponha o seu forno a aquecer.) Ponha tudo novamente ao lume, junte o sal  e a pimenta a gosto.
Junte as natas ao preparado e mexa tudo durante um minuto (somente até as natas adquirirem temperatura, não deixe ferver)
e rectifique os temperos.
Ponha o preparado num tabuleiro de barro e polvilhe com o queijo ralado, leve ao forno até ficar douradinho.
Sirva de imediato.


Sugestão:
Acompanhe este prato com um bom vinho tinto que seja encorpado e frutado.
Se preferir vinhos brancos, escolha um que seja seco, encorpado e capitoso.
Sugiro também um pão de centeio para acompanhamento.

publicado por Sónia às 18:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Arroz Doce

Arroz Doce Saloio
 do livro - Cozinha Tradicional Portuguesa
Da Editorial Verbo

Ingredientes:

500 g de arroz
7,5 dl de leite
12 gemas
400 g de açúcar
1 casca de limão
sal
canela em pó
Confecção:

Leva-se ao lume 1,5 litros de água com umas pedrinhas de sal e a casca de limão e deixa-se levantar fervura.
Introduz-se o arroz lavado e escorrido e deixa-se cozer até a água evaporar.
Começa então a juntar-se o leite a ferver a pouco e pouco.
Adiciona-se o açúcar.
Retira-se do calor, deixa-se arrefecer um pouco e juntam-se as gemas.
Leva-se novamente ao lume brando só para cozer as gemas.
Serve-se em pratos ou travessas e decora-se com canela em pó.

publicado por Sónia às 17:59
link do post | comentar | favorito
|
badge

*mais sobre mim

*pesquisar

 

*Diz o que te vai na Alma!

*O meu orgulho!



Create a Lava Lamp